Tratamento em um hospital psiquiátrico: como funciona a internação


Tratamento em um hospital psiquiátrico: como funciona a internação

Por que contar com um hospital psiquiátrico?

Qualquer hospital psiquiátrico em São Paulo que seja de qualidade está preparado para atender pessoas em estado de descontrole mental. Ou seja, quando a pessoa está em uma situação de transtorno — mais conhecida como crise —, essa é a instituição a quem se deve recorrer.

Apesar de a história dessas entidades remeter ainda ao século 17, elas passaram a adotar uma metodologia mais humana e que visa ao bem-estar apenas recentemente. Antigamente, a ideia era usar esses ambientes como espaço para retirar os doentes mentais da sociedade.

Hoje, a realidade é diferente. Isso porque o tratamento psiquiátrico é feito com base na dignidade, no respeito à individualidade e com o objetivo de inclusão social. Esses aspectos também são assegurados pela Lei 10.216/2001.

Assim, quando o hospital psiquiátrico tem qualidade, ele oferece várias atividades e terapias para as pessoas que precisam de tratamento. Além disso, diferentes transtornos podem ser controlados, como:

  • depressão maior;
  • psicose;
  • esquizofrenia;
  • síndrome do pânico;
  • transtornos de personalidade;
  • dependência química.

Assim, o paciente recebe cuidados 24 horas por dia de médicos, psicólogos, enfermeiros e terapeutas, isto é, uma equipe multidisciplinar. Ainda é feita a administração de medicamentos, alimentação, atividades integrativas e psicoterapias.

Como consequência, há uma taxa maior de sucesso do tratamento, com foco na ressocialização social. Ao mesmo tempo, a família do paciente também recebe o suporte necessário para que todos voltem a ter qualidade de vida.

Como escolher um hospital psiquiátrico em São Paulo? Veja 7 dicas

A melhor forma de escolher um hospital psiquiátrico em São Paulo é considerar tudo o que ele oferece. Aqui, é importante avaliar tanto a estrutura quanto a equipe de atendimento e as terapias oferecidas.

Nesse contexto, alguns dos principais aspectos para escolher essa instituição de saúde são os que apresentamos em seguida. Confira.

1. Avalie a área física

O hospital deve ter uma estrutura ampla, que seja capaz de oferecer diferentes atividades para o paciente e sua família. O ideal é que o local tenha uma área de Mata Atlântica preservada para que haja o contato com a natureza. Afinal, a integração com o meio ambiente é importante para o tratamento.

2. Saiba se a equipe é qualificada

O grupo de pessoas que trabalha na instituição de saúde deve ser multiprofissional, capacitado e qualificado. Ou seja, é preciso haver pessoas que trabalham em várias frentes.

Saiba se o hospital conta com médicos psiquiatras com titulos de especialização, clínicos, nutrólogo, infectologista, atuando todos em sinergia em prol do paciente. Se contam com médicos 24h no atendimento para uma situação de emergência com o paciente.

Além disso, como está estruturado em termos de atendimento da sua equipe multiprofissional contando com psicólogos e terapeutas especializados em saúde mental e dependência química, assistentes sociais, nutricionistas, farmacêuticos, fisioterapeutas, terapeuta ocupacionais, dentre outros, para dar suporte ao tratamento dos pacientes.

3. Conheça a estrutura

A área física deve contar com uma estrutura completa. Isso significa ter:

  • unidade integrativa externa de apoio pós-alta médica;
  • unidade de internação em cuidados em saúde mental adulto;
  • unidade de internação em cuidados em saúde mental infantojuvenil;
  • unidade de internação em dependência química;
  • ambulatório;
  • farmácia 24h;
  • pronto atendimento 24h;
  • Eletroconvulsoterapia;
  • Área de emergência para atendimento aos pacientes críticos;
  • Espaço lúdico para atividades com pacientes co TEA – Transtorno do Espectro Autista;
  • SPA.

Assim, é possível oferecer atendimento para quem está em crise, além de continuar o tratamento personalizado. Dessa forma, fica mais fácil aplicar as boas práticas que todo hospital psiquiátrico na capital paulista deve ter.

4. Verifique o espaço para lazer e esporte

O ideal é ter diferentes atividades, que foquem aspectos terapêuticos, de recreação, lúdicos e desportivos. Alguns exemplos são:

  • academia de ginástica com equipamentos modernos;
  • quadra de vôlei e basquete, piscina e campo de futebol para praticar esses esportes;
  • atividades de artesanato e pintura;
  • terapias assistida com cães;
  • alongamento;
  • terapias manuais e lúdicas;
  • musicoterapia;
  • pilates;
  • hidroginástica;
  • dançaterapia;
  • prática botânica.

5. Confira os serviços oferecidos

A instituição de saúde ainda deve ter ambientes diferenciados para auxiliar na autoestima e no bem-estar. Algumas possibilidades são:

  • espaço de bem-estar, que oferece serviços voltados para beleza e autoestima;
  • ambiente para a integração de pacientes de vários setores, que ainda oferece livros para leitura;
  • serviço de análises clínicas.

6. Analise as atividades de sociabilização

O hospital psiquiátrico deve oferecer atividades que proporcionem qualidade de vida aos pacientes e seus familiares. Elas devem ser voltadas para a interação social e a reintegração familiar.

Vale a pena lembrar que as atividades de sociabilização ajudam a garantir momentos de lazer e a melhorar a autoestima. Assim, o tratamento se torna mais agradável, o que impacta o tempo e a qualidade da recuperação.

7. Veja se há tratamento mental para todas as idades

A infância e a adolescência são os momentos em que alguns transtornos mentais se iniciam. Dessa forma, contar com um hospital psiquiátrico em São Paulo que auxilia pacientes desde jovens evita problemas futuros. Isso porque a eficácia da intervenção terapêutica nessa idade tende a ser melhor.

Como o Instituto Aron pode ajudar sua família?

Todos os aspectos citados são fundamentais para um tratamento terapêutico de qualidade, tanto que foi o primeiro hospital psiquiátrico privado em São Paulo, certificado pela ONA 2. Afinal, tudo o que se deseja é que o paciente seja reinserido na sociedade, ao mesmo tempo que ganha qualidade de vida.

Nesse sentido, o Instituto Aron é referência na área. Um dos motivos é o fato de seguir a filosofia de seu médico e fundador, Dr. Romolo BellizIa: “Carinho e atenção pelo paciente são t

Blog

Instituto Aron
12/06/2024

Instituto Aron

Entenda mais sobre essa clinica psiquiatrica especializada

RJ SP